Dinheiro compra pão, mas não compra gratidão... 
Entrar    Registo



InfoBank.pt – Tudo sobre dinheiro e bancos em Portugal  >  Todos os artigos sobre finanças e bancos  >  Crédito Pessoal de 5000 Euros: Comparação das condições em Portugal

Crédito Pessoal de 5000 Euros: Comparação das condições em Portugal

Tamanho da letra:    Reduzir o tipo de letra  Restaurar o tamanho original  Aumentar o tipo de letra 
473

Ao procurar um empréstimo pessoal de 5000 euros, é crucial comparar as condições oferecidas pelos diferentes bancos e instituições financeiras. A análise detalhada revela variações significativas que podem impactar o custo total do empréstimo.

Vejamos um resumo das condições oferecidas por várias instituições para um empréstimo de 5000 euros, considerando o prazo de reembolso, a taxa anual de percentagem global (TAEG), a taxa anual nominal (TAN), o montante total imputado ao consumidor (MTIC), os custos totais do empréstimo e o pagamento mensal:

Activobank propõe um prazo de 18 meses, com TAEG de 11,40% e um pagamento mensal de 297,03 euros.

 

 

Euro BIC oferece condições semelhantes, com uma TAEG ligeiramente superior de 12% e um pagamento mensal de 292,73 euros.
 
 

As taxas aumentam progressivamente com Oney Banco, Millenium bcp, e Banco CTT, onde a TAEG varia de 12,20% a 13,90%, refletindo em pagamentos mensais entre 298,58 e 302,04 euros.

 

Instituições como Santander, Credibom, Caixa Geral de Depósitos, Banco Primus, e Cofidis oferecem prazos mais longos, de 24 meses, com TAEGs variando de 13,03% a 15,20%, e pagamentos mensais que diminuem devido ao prazo estendido.

 




Para prazos ainda mais longos, Novobanco, Crédito Agrícola, e BPI apresentam TAEGs de 15,20% a 15,50%, com os menores pagamentos mensais variando de 164,45 a 193,77 euros, mas com o custo total do empréstimo significativamente mais alto.

 


Para visualizar melhor estas diferenças, incluiremos um gráfico comparativo que destaca a TAEG, o MTIC, e os pagamentos mensais de cada instituição.
 
 
Prazo, mes Emprestímo, euro TAEG
 
TAN
 
MTIC,
euros
Custos de Emprestímo, euros Prestação mensal, euros
Activobank 18 5000 11,40% 8,25% 5346,54 346,54 297,03
Euro BIC 18 5000 12% 6,44% 5447,62 447,62 292,73
Oney Banco 18 5000 12,20% 8,90% 5454,66 454,66 298,58
Millenium 18 5000 13,80% 10% 5522,78 522,78 301,21
Banco CTT 18 5000 13,90% 10,35% 5524,72 524,72 302,04
Santander 24 5000 15,20% 10% 5559,6 559,6 231,65
Credibom 24 5000 13,03% 6,55% 5630,56 630,56 223,44
Caixa Geral de Depósitos 24 5000 13,10% 8% 5655,97 655,97 226,14
Banco Primus 24 5000 13,20% 10,25% 5662 662 232,25
Cofidis 24 5000 15,20% 11,97% 5762,08 762,08 236,42
Novobanco 31 5000 15,20% 9,25% 6006,9 1006,9 193,77
Credito Agricola 36 5000 15,50% 11,32% 6149,16 1149,16 164,45
BPI 48 5000 14,80% 10,50% 6485,76 1485,76 129,03


Esta análise mostra que, embora alguns bancos ofereçam pagamentos mensais mais baixos, isso geralmente resulta em um custo total de empréstimo mais alto devido ao prazo mais longo e taxas de juros maiores. Portanto, é essencial considerar todas as variáveis ao escolher o melhor empréstimo pessoal para suas necessidades financeiras.


No gráfico apresentado, comparamos os custos de empréstimo (Custos de Emprestímo) para diferentes bancos. Esses dados nos permitem visualizar quanto os mutuários terão que pagar em adicional ao montante do empréstimo de 5000 euros em cada instituição financeira. 
 


É visível que os custos adicionais podem variar significativamente dependendo da instituição escolhida, com o BPI apresentando o custo de empréstimo mais alto e o Activobank entre os mais baixos. 

Essa análise é crucial para quem busca entender melhor as opções de financiamento disponíveis e escolher a mais vantajosa.

Sempre é essencial comparar todas as ofertas do mercado antes de tomar uma decisão sobre um empréstimo pessoal. Como mostrado na nossa análise detalhada e nos gráficos comparativos, as condições de empréstimos, incluindo taxas de juros, prazos de pagamento e custos adicionais, variam significativamente entre as diferentes instituições financeiras.

Escolher sem uma comparação cuidadosa pode resultar em custos desnecessariamente elevados.

Portanto, ao considerar um empréstimo pessoal dedique tempo para analisar as opções. Verifique não apenas a taxa de juro anual nominal (TAN) e a taxa anual de percentagem global (TAEG), mas também o montante total imputado ao consumidor (MTIC) e os custos totais do empréstimo. O objetivo deve ser encontrar o equilíbrio ideal entre um pagamento mensal acessível e o custo total do empréstimo o mais baixo possível.

Lembre-se, a melhor escolha depende das suas necessidades financeiras específicas e da sua capacidade de reembolso. Uma escolha informada pode economizar significativamente a longo prazo, tanto em termos de pagamentos mensais quanto no custo total do empréstimo. Portanto, sempre compare todas as ofertas disponíveis no mercado para encontrar a melhor opção para você.

Fonte: https://infobank.pt


Deixar um comentário
Sem comentários