Dinheiro compra pão, mas não compra gratidão... 
Entrar    Registo

Opinião do Banco


InfoBank.pt – Tudo sobre dinheiro e bancos em Portugal  >  Banco de Portugal revela previsões econômicas promissoras

Banco de Portugal revela previsões econômicas promissoras

Tamanho da letra:    Reduzir o tipo de letra  Restaurar o tamanho original  Aumentar o tipo de letra 
271

O Banco de Portugal divulgou o seu Boletim Económico de março de 2024, trazendo consigo uma série de projeções otimistas para a economia portuguesa nos próximos anos.

De acordo com o comunicado, espera-se que a economia portuguesa cresça 2% em 2024, superando as expectativas para a área do euro. 
 
Crescimento Econômico 2024 - 2026 (%)


Além disso, é projetado um crescimento médio de 2,3% nos dois anos seguintes, impulsionado pelo aumento do investimento e das exportações.

Um dos destaques do comunicado é a previsão de uma queda na inflação para 2,4% em 2024, seguida por taxas de inflação de 2% em 2025 e 1,9% no ano seguinte. 
 
Taxa de Inflação 2024- 2026 (%)​


Esse declínio na inflação é atribuído a fatores como a estabilidade dos preços dos alimentos e da energia, bem como as decisões passadas de política monetária.

No mercado de trabalho, espera-se que o emprego continue a crescer, juntamente com os salários reais, enquanto a taxa de desemprego deve permanecer estável em 6,5%.

O comunicado também ressalta o crescimento do consumo privado, impulsionado pelo aumento do rendimento disponível real das famílias, estimado em 4% em 2024. 

Além disso, prevê-se um aumento significativo no investimento, especialmente devido à recuperação da procura global e à execução do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e outros fundos europeus.

As exportações são apontadas como um dos principais motores do crescimento econômico, com um aumento médio de 3,6% entre 2024 e 2026.

O comunicado também destaca a sólida posição financeira da economia portuguesa, com uma capacidade de financiamento média de 3,9% do PIB entre 2024 e 2026, a mais elevada desde o início da área do euro.

Apesar das previsões positivas, o Banco de Portugal identificou alguns riscos, principalmente relacionados à incerteza na condução da política económica e a possíveis atrasos na execução dos fundos europeus. 

No entanto, os riscos para a inflação são considerados equilibrados, com os efeitos das decisões passadas de política monetária amortecendo possíveis perturbações nos mercados energéticos.

Em suma, as previsões do Banco de Portugal sugerem um cenário promissor para a economia portuguesa nos próximos anos, impulsionado pelo investimento, exportações e consumo privado.


Fonte: https://infobank.pt


Deixar um comentário
Sem comentários